Busca
Site Web
  Canais
  Acesso
       Anuncie
       Cadastro
       Expediente
       Fale conosco
Artigos
 
06/09/2006
Valorização do idoso começa dentro de casa
 
Prof. Felipe Aquino
 
divulgação
Prof. Felipe Aquino
é teólogo e apresentador dos programas Escola da Fé e
Trocando idéias,
na TV Canção Nova  www.cancaonova.com







No próximo dia 27, comemoramos o Dia Internacional do Idoso. Deus instituiu a família humana como “santuário da vida”. Um lugar sagrado, para que a vida pudesse existir com segurança, ser cuidada com amor e vivida com alegria. Se a família for destruída, a vida ficará desprotegida.









O papa João Paulo II disse, certa vez, que educar é o prolongamento do ato de gerar. É na família que a criança cresce segura e respeitada; é ali que ela experimenta o amor, crescendo feliz e equilibrada. Na família, também, a vida é protegida durante a fase outonal da velhice. Sem uma família que o ampare, o idoso não tem condições de viver bem e gozar de alguma saúde.


William da Matta
Senhora internada no asilo
São Vicente de Paula - MG,
com problemas na fala,
mas chama a atenção dos visitantes por sua alegria e vontade de viver.
No dia desta foto, ela participava de uma recreação com massinhas coloridas que ajudam na coordenação motora do idoso.



Na velhice, todas as faculdades físicas enfraquecem. Os olhos já não enxergam como antes; os passos agora são lentos e, muitas vezes, precisam do apoio de bengalas; os ouvidos já não ouvem bem; os dentes já não são fortes como antes; os braços já não podem fazer força... o corpo dói com facilidade porque os músculos são frágeis e todos os órgãos já estão cansados. Facilmente, a doença se instala. 



É lamentável que muitas pessoas só percebam e respeitem essa realidade quando elas próprias chegam à velhice. Quando jovens e ágeis, não percebem a fragilidade do ancião e não lhes dão a devida atenção.






William da Matta
Idoso sim, porém vaidoso!
Este Sr., não fala, é simpatico,
vive rindo. É conhecido pela quantidade de anéis que usa.


Devemos refletir mais sobre isso. Os idosos de hoje foram aqueles que construíram o mundo até aqui. Agora, não podendo contar com o mesmo vigor de antes, acabam dependendo dos cuidados dos mais jovens. É justamente nessa hora que a família tem a possibilidade de retribuir ao idoso tudo o que ele fez antes, ajudando-o sempre que necessário, amparando-o.


Dizem que um pai é capaz de criar dez filhos, mas, às vezes, esses dez filhos depois não são capazes de cuidar desse pai. Quantos pais estão dolorosamente abandonados na solidão de um quarto, ou, quem sabe, em um asilo? Muitas vezes, a solidão é mais fatal do que a doença. De muitos olhos cansados correm lágrimas de tristeza e de saudade dos seus.



Não basta dar aos velhos um lugar para viver, se for para ficarem longe de suas famílias. É preciso mais. É indispensável o calor do lar, a companhia dos filhos e dos netos que também ajudou a criar. Nessa hora é que a gente enxerga a verdadeira família.



Deus valoriza muito os pais, especialmente na velhice. Não foi por acaso que Ele colocou entre os Dez Mandamentos um especialmente para os pais:
“IV - Honrar pai e mãe”.
São Paulo diz que esse Mandamento é “o primeiro” que vem acompanhado de uma promessa de Deus.
“Honra teu pai e tua mãe, para que sejas feliz e
tenhas vida longa sobre a terra” 

(Deuteronômio, cap. 5, verso 16  -  Efésios, cap. 6, verso 2)



William da Matta
 
"In memorian"
Esse senhor faleceu em 2005, mas com alegria e dignidade. Embora sem familiares.
 
O senhor alto
dos olhos azuis.
Lúcido, calmo e
muito simpático.


Quem de nós não quer ter vida longa sobre a terra? Quem de nós não quer ser feliz nesta vida? Quando o livro do Eclesiástico fala da importância dos pais, fala aos filhos:
“Meu filho, ajuda a velhice do teu pai, não o desgoste durante a vida. Se seu espírito desfalecer, sê indulgente, não o desprezes porque te sentes forte, pois tua caridade para com o teu pai não será esquecida”.  “... por teres suportado os defeitos de tua mãe, ser-te-á dada uma recompensa:
[1] tua casa tornar-se-á próspera na justiça;
[2] lembrar-se-ão  de ti no dia da aflição;
[3] teus pecados dissolver-se-ão como o gelo ao sol forte”
(cap. 3, versos 14-17).


São muitas as promessas que Deus faz ao bom filho, àquele que cuida bem dos seus pais, especialmente quando eles já estão no final da vida. Muitos filhos, nas atribulações do dia-a-dia, acabam se esquecendo dos pais idosos, faltando-lhes o carinho, a companhia e o sustento. Sabemos que é incômodo cuidar dos velhos, doentes, às vezes ranzinzas. Mas é nesta hora, sobretudo, que se prova o amor dos filhos por eles.


William da Matta
Este casal é o responsável pelos cuidados com a horta que ajuda na alimentação de todos no asilo.
É uma prova viva do amor. Se conheceram no asilo e se casaram. São animados e transmitem amor e esperança a quem os visita.


Se a nossa caridade para com os outros irmãos não é esquecida por Deus, quanto mais a caridade para com nossos pais! Uma boa maneira de ajudar o idoso a viver bem é dar-lhe a oportunidade de trabalhar dentro de suas possibilidades; se o seu corpo agora é fraco, no entanto a sua experiência é valiosa; a sua sabedoria é grande. Saibamos beber nesta fonte de graça.


Artigo fornecido pelos jornalistas
Ricardo Abel e Heloísa Paiva
Ex-Libris Comunicação Integrada
Tel.: (11) 3266.6088 ramal 233/206


Fotos cedidas por William da Matta

William da Matta
é professor de ginástica e artes marciais.
Fez matematica e economia, mas abandonou para fazer um curso na federaçao paulista de musculaçao. Depois fez Ed. Fisica, luta Kung Fu há mais de 10 anos.
Fez curso de fotografia em Lisboa.


Fotos tiradas no asilo São Vicente de Paula, que mantém atualmente 76 idosos. Médicos e dentistas da cidade fazem atendimentos gratuitamente.

Alguns profissionais da área de Ed. Física, fazem trabalhos de recreação e alongamento, pois os internos são muito carentes, física e mentalmente.

A maior renda do asilo é conseguida através de bingos, almoços e doações. A grande necessidade são as fraldas geriátricas.


Endereço do asilo São vicente de Paula
Rua Marechal Deodoro, 1023
Minas Gerais
Tel.: (35) 3443-4005



imprimir enviar por e-mail índice  

Matérias relacionadas:

10/01/2011 -Quem tem tempo para tirar férias?
24/11/2010 -Saia de férias sem preocupações
20/05/2010 -O terceiro setor e a economia sustentável
20/05/2010 -A quem interessa tantos sindicatos?
18/05/2010 -Hipocrisia corporativa

  Compras

Anuncie | Segurança e privacidade | Aviso legal | Sobre nós | Adicione aos favoritos | Torne sua home

www.viadeacesso.com.br - © Copyright - Todos os direitos reservados

Pegue seu feed